O ato de 1º de Maio das centrais sindicais reuniu lideranças e ativistas de esquerda em diversos estados do país neste domingo. A principal mobilização ocorreu na praça Charles Muller, em São Paulo.

Um dos momentos que marcou a mobilização em SP, segundo o portal UOL, se deu em torno de críticas à chapa formada entre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Geraldo Alckmin (PSB).

Apesar de o grupo ser adepto ao espectro político de esquerda, há uma expressiva parcela entre os simpatizantes que reprova a chegada do ex-tucano, tido como traidor. O evento deste domingo tem a adesão de 7 centrais sindicais e mais de 15 sindicatos internacionais, de acordo com a organização.

A enfermeira aposentada Edva Aguilar, de 65 anos, segurava uma placa com crítica velada ao ex-governador de São Paulo: “Lula sem chuchu é mais gostoso”, expressava o cartaz.

Ainda de acordo com o UOL, outras pessoas também externaram críticas contra a aliança entre os dois políticos.

“Na primeira dor de barriga do Lula, nós teremos um neoliberal no poder”, relatou outra manifestante, destacando que ideal seria um vice que “não tenha histórico de golpismo”, em referência ao apoio do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, em 2016.





Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.