A Secretaria da Educação do Estado de São Paulo (Seduc-SP) lançou nesta terça-feira (26) uma ação de mobilização nas escolas para que jovens de 16 e 17 anos tirem o título de eleitor e participem das eleições este ano. De acordo com a lei brasileira, os adolescentes nessa idade não são obrigados a votar.

Segundo a secretária de Educação, Renilda Peres, até março, apenas 27% dos 1,2 milhão de jovens nessa faixa etária no estado tinham tirado o título de eleitor, totalizando 329 mil adolescentes aptos a votar em solo paulista. A campanha é apoiada pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-SP).

“Votar é um ato de cidadania. É a oportunidade que a gente tem para definir os rumos da democracia”, afirmou a secretária ao lançar o ato na Escola Estadual Professor Milton da Silva Rodrigues, na região da Freguesia do Ó, zona norte da capital.

De acordo com ela, estão sendo organizados dias para que os estudantes reúnam os documentos necessários e, depois, outra data para que seja feita a requisição do título pela internet. “As escolas estão equipadas com salas de informática para que o aluno possa vir fazer isso”, disse.

O presidente do TRE, desembargador Paulo Galizia, convidou os jovens a dedicarem atenção às eleições para os cargos legislativos de deputado e senador. “Obviamente que a eleição presidencial chama mais atenção, mas é muito importante termos alguém que pensa da mesma forma que nós [no Parlamento]”, avaliou.

Além do aval da Justiça Eleitoral, a campanha também conta com o apoio do Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino no Estado de São Paulo (SIEEESP), da União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES) e da União Municipal dos Estudantes Secundaristas de São Paulo (UMES-SP).





Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.