O deputado estadual paulista Arthur do Val (UB) anunciou, nesta terça-feira (20), que abriu mão de sua cadeira na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp).

‘Mamãe Falei’, como é conhecido, é alvo de um processo de cassação e enfrenta uma ação no Conselho de Ética que poderia lhe render a destituição do mandato.

Do Val é julgado por quebra de decoro parlamentar em razão de comentários considerados sexistas sobre refugiadas ucranianas. Os áudios foram gravados quando o parlamentar visitou a Ucrânia no início de março.

Arthur e seus aliados do Movimento Brasil Livre (MBL) têm criticado o andamento do caso pelos demais deputados. Eles defendem que o político não deveria ser cassado, ainda que suas palavras tenham sido dignas de repúdio, e que ele está sendo perseguido por seus adversários.

Confira a declaração oficial

“Sem o mandato, os deputados agora serão obrigados a discutir apenas os meus direitos políticos e vai ficar claro que eles querem na verdade é me tirar das próximas eleições.

Estou sendo vítima de um processo injusto e arbitrário dentro da Alesp. O amplo direito a defesa foi ignorado pelos deputados, que promovem uma perseguição política.

Vou renunciar ao meu mandato em respeito aos 500 mil paulistas que votaram em mim, para que não vejam seus votos sendo subjugados pela Assembleia. Mas não pensem que desisti, continuarei lutando pelos meus direitos.”





Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.