O ator Nelson Freitas, de 59 anos, concedeu entrevista ao podcast Papagaio Falante, apresentado pelo humorista Sergio Mallandro, o Ié Ié.

O artista declarou, entre outras coisas, que “estamos vivendo momentos tenebrosos” no Brasil. A fala ocorreu após ele ser questionado se tem medo de falar sobre política.

Em resposta, Freitas disse que todas as vezes que toma posição é por questão de cidadania, não voltado ao viés político isolado.

— Não é que eu tenha medo. É uma questão de preservação. Toda vez que eu me posiciono é por questão de cidadania e não de política, apesar de estarmos vivendo momentos tenebrosos — comentou.

Fora da Globo, o ator disse que um cenário de escalada autoritária no país não está surgindo por parte do presidente Jair Bolsonaro (PL), mas que tem visto nitidamente uma perseguição política por parte do Supremo Tribunal Federal (STF).

—  Eu tô vendo perseguição política, eu tô vendo exilados. Tô vendo vendo gente que foi embora daqui porque estava sendo perseguida pelo STF, que é a pior das ditaduras. (…) Tá bonito isso? (…) A pessoa não pode falar, não pode se expressar. (…) A repressão está acontecendo agora. Existe uma ditadura acontecendo agora. Você não pode falar. (…) Como é que é isso aí, Xandão? — declarou.

Em outro momento da fala, ele fez menção ao Regime Militar e relembrou o que ocorreu com os cantores Gilberto Gil e Caetano Veloso. Para ele, o silêncio da esquerda brasileira é retrato de hipocrisia, visto que lideranças desse espectro político alegam ter sofrido a mesma perseguição em décadas anteriores.

— Como é isso? Tá bonito isso? Você, que reclamou da esquerda, que reclamava da repressão do sistema militar, não fala nada? Tá legal? A pessoa não pode falar, a pessoa não pode se expressar. Onde é que nós estamos, gente? Cadê a indignação? Tá faltando só o pau de arara, caralho! Tá faltando só o pau de arara! Porque naquela época tinha. Existe uma ditadura acontecendo agora. Sua opinião não é bem-vinda. Ninguém fez nada, só falou — acrescentou.

Nelson de Freitas disse, inclusive, que evita proferir comentários de cunho político em seus próprios canais nas redes sociais, mas que decidiu desabafar porque estava falando em uma conversa com amigos.

Confira, abaixo, a entrevista completa:





Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.