O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) informou, na tarde deste sábado, 9, que o requerimento solicitando a abertura da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do MEC voltou a ter 26 assinaturas.

Para que o presidente Rodrigo Pacheco (PSD-MG) proceda com a instalação, são necessários 27 nomes para compor 1/3 da Casa.

O senador Oriovisto Guimarães (Podemos-PR) decidiu retirar seu nome da lista, alegando que o colegiado “acabará em palanque eleitoral”.

— Então, é melhor que a investigação seja feita pela Polícia Federal e pelo Ministério Público. Assim, teremos uma investigação imparcial e técnica — afirmou ele.

Randolfe, que é líder da oposição, foi pego de surpresa. O recuo não estava sendo cogitado entre os signatários. Agora, o parlamentar diz que trabalhará para recuperar o número mínimo de assinaturas.

— Seguiremos atrás de mais assinaturas para passar a limpo o Bolsolão do MEC e investigar os escândalos de corrupção desse governo! Eles não podem sair impunes! — declarou o senador amapaense.





Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.