Apontado como o homem mais rico do mundo, Elon Musk parece estar incomodado com os abusos constantes praticados pelas chamadas ‘Big Techs’.

O empresário, de 50 anos, tem o hábito de retratar diversos assuntos nas redes sociais, especialmente no Twitter, que envolvem temas que vão desde covid-19, criptomoedas, até as empresas que ele comanda, como Tesla e Starlink. Desta vez, o bilionário parece querer entrar em um novo debate, após tecer críticas à plataforma do pássaro azul — o Twitter.

No fim de semana, o bilionário lançou uma enquete para os seus seguidores em que perguntava: “Liberdade de expressão é essencial para o funcionamento da democracia. Você acredita que o Twitter adere a esse princípio?”. resposta ‘não’ registrou cerca de 70%. Ao todo, a sondagem recebeu 2 milhões de votos.

Depois dos números obtidos, ele prosseguiu falando sobre o tema: “Dado que o Twitter serve como a praça pública de fato, não aderir aos princípios da liberdade de expressão prejudica fundamentalmente a democracia. O que deveria ser feito?”.

Já em outro post, ele indagou: “É necessária uma nova plataforma?”, finalizou Musk.





Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.