A socióloga Rosângela, noiva do ex-presidente Lula (PT), possui dividias superiores a R$ 220 mil, segundo ações na Justiça Federal e no Tribunal de Justiça do Paraná, conforme reportagem divulgada pela revista Veja.

Veiculada nesta terça-feira (28), a matéria diz que a Caixa Econômica Federal cobra R$ 109 mil de Janja, como é conhecida.

A Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional, por sua vez, inscreveu o nome da companheira do petista na Dívida Ativa da União, com débitos que totalizam 111 mil reais, referentes ao Imposto de Renda.

A Procuradoria, no entanto, não detalhou qual tipo de irregularidade foi cometida. Os débitos já passaram pelo eixo administrativo e, a partir de agora, a próxima fase será um processo judicial.

Segundo a Veja, oficiais de Justiça não conseguem encontrá-la para cobrar as dívidas. Um dos endereços de Janja é um apartamento em um prédio de luxo no Rio de Janeiro, próximo à praia.

O outro lado

Em resposta, a assessoria de Janja emitiu uma nota informando que ela “já está representada em todos os processos, que são de dívidas que estão sendo negociadas, normal”.

Ainda segundo a equipe da socióloga, a revista Veja “tenta retratar como se houvesse algum tipo de fuga de oficiais de Justiça, o que não procede”.





Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.