A banda de rock Fresno, uma das atrações a se apresentar neste domingo (27) no Lollapalooza, ignorou a determinação do Tribunal Superior Eleitoral e se manifestou publicamente contra o presidente Jair Bolsonaro (PL).

Conforme noticiou o Conexão Política, na manhã de hoje, o ministro Raul Araújo, do TSE, atendeu a um pedido feito pelo Partido Liberal (PL), que acionou a Justiça após Pabllo Vittar erguer uma bandeira com a imagem do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) durante apresentação na sexta-feira (25).

O magistrado, no entanto, considerou a manifestação como crime eleitoral, sendo propaganda político-partidária e proibiu a realização de atos semelhantes no festival sob multa de R$ 50 mil a cada ocorrência.

Sem atender a medida judicial, integrantes da banda Fresno desprezaram o que foi definido pelo TSE. Durante a música ‘Fudeu’, o telão exibiu a frase: ‘Fora, Bolsonaro’, ecoada pelo vocalista do grupo, Lucas Silveira.

“O presidente, basicamente, quer te exterminar. E o ideal fascista já conquistou seu núcleo familiar”, cantou.

O show também contou com participação do cantor Lulu Santos, que, durante a apresentação, ironizou a sentença da Corte: “Cala a boca já morreu, quem manda na minha boca sou eu”.

Confira as imagens:





Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.