A presidente nacional do Partido dos Trabalhadores (PT), deputada Gleisi Hoffmann (PR), afirmou nesta última quinta-feira (24) que o ex-presidente Lula, a deputada Maria do Rosário (RS) e o vereador Leonel Radde, de Porto Alegre (RS), sofreram ameaças de grupos que ela classificou como “neonazistas”.

“Atenção! Neonazistas ameaçaram assassinar Lula e os companheiros Maria do Rosário e Leonel Radde, que faz brilhante trabalho contra grupos extremistas. PT tomará as medidas para que os criminosos sejam identificados e punidos. Não vão nos intimidar, nem nos calar!”, escreveu Gleisi em uma publicação nas redes sociais.

De acordo com a petista, as ameaças teriam sido recebidas pelo vereador Leonel Radde via WhatsApp. Ela garante que o setor jurídico do PT está analisando as mensagens e que irá pedir uma investigação.

Em declaração ao site Poder360, o vereador disse que vai registrar o caso na Delegacia de Combate à Intolerância, com as capturas de tela de todo o material recebido.

Maria do Rosário, por sua vez, declarou que não vai se intimidar. “Sou novamente alvo de ameaças de morte na internet. […] Fui eleita para defender a democracia e combater o fascismo. Sigo firma nesta luta”, publicou.

Lula ainda não se manifestou sobre o episódio, mas afirmou nesta semana, em entrevista a uma rádio da Paraíba, estar “preocupado” com uma possível tentativa de assassinato durante a campanha eleitoral deste ano.





Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.