A deputada federal Tabata Amaral (PSB-SP) admitiu, em entrevista ao Uol News, estar “especialmente preocupada” com a possibilidade de reeleição do presidente Jair Bolsonaro (PL), considerando as recentes pesquisas de intenção de voto que mostram uma aproximação de empate técnico entre o atual chefe do Executivo e o ex-presidente Lula.

Em um período de um mês, Bolsonaro cresceu expressivamente, fazendo com que diversas lideranças de esquerda acionassem o ‘botão de alerta’ em torno da corrida eleitoral.

Durante a fala, Tabata cobrou que o Partido dos Trabalhadores (PT) lidere uma frente ampla entre os partidos da oposição para derrotar a direita no pleito deste ano.

Segundo ela, ao contrário do que muitos podem pensar, a eleição não está definida.

“É muito importante que a gente entenda que Bolsonaro não foi vencido ainda. Eu estou especialmente preocupada com as últimas pesquisas. Eu acho muito arrogante assumir que ele já perdeu”, afirmou.

Apesar disso, a parlamentar enfatizou que é contra a federação do PSB com o PT. Caso isso ocorresse, ela alega que o partido se tornaria uma sublegenda do lulopetismo.

“Quando a gente fala de um partido grande, esse caminho é mais difícil em relação a siglas menores. Você fala de uma federação que faz um único partido. E um partido tão grande como o PSB, na minha opinião, não precisa”, acrescentou.





Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.