Diretora executiva do SBT entre 2008 e 2010, Daniela Beyruti usou as redes sociais nesta segunda-feira (14) para tecer críticas ao filme Como se Tornar o Pior Aluno da Escola (2017), que conta com a participação de Danilo Gentili e Fábio Porchat.

Filha número três de Silvio Santos, Daniela publicou no Instagram uma cena do longa que está sendo alvo de críticas. No vídeo, o personagem interpretado por Porchat pede para receber ‘punheta’ de dois estudantes pré-adolescentes.

“Nojo! Nojo de quem escreveu, nojo de quem produziu, nojo de quem dirigiu, nojo de quem atuou! Como pactuar com algo assim? Pedofilia! Abuso sexual! Abuso de autoridade! Que perverso. Que triste”, escreveu a ex-executiva do canal de TV ao reproduzir uma vídeo do deputado estadual André Fernandes (PL), do Ceará, que também fomentou críticas ao conteúdo.

Beyruti foi uma das principais diretoras do SBT no início da década de 2010. No entanto, a partir de 2017, decidiu dar uma pausa na carreira para se dedicar aos filhos e à família.

Sob críticas

Danilo Gentili e Fábio Porchat ocuparam os assuntos mais comentados do Twitter no fim de semana após internautas associarem o conteúdo do filme a pedofilia.

A Netflix, plataforma que tem o filme disponível em seu catálogo, também foi alvo de críticas na internet.

Ao falar sobre a repercussão do caso, Gentili disse que, na visão dele, as críticas partem de um viés político, marcadas por “chiliques”, “falso moralismo” e “patrulhamento”.

Segundo o apresentador, tais características podem ser encontradas entre o eleitorado petista e bolsonarista.

“O maior orgulho que tenho na minha carreira é que consegui desagradar com a mesma intensidade tanto petista quanto bolsonarista. Os chiliques, o falso moralismo e o patrulhamento: veio forte contra mim dos dois lados. Nenhum comediante desagradou tanto quanto eu. Sigo rindo”, escreveu o apresentador do The Noite, por meio do Twitter.





Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.