O jornal norte-americano The New York Times (NYT) mandou retirar todos os seus correspondentes da Rússia. É a primeira ação desse tipo em mais de um século.

“[…] Temos repórteres lá continuamente desde 1921, com uma ou duas pequenas interrupções devido a problemas de visto. Nem Stalin, nem a Guerra Fria, nada nos expulsou”, declarou Neil MacFarquhar, ex-chefe da sucursal do NYT em Moscou.

Para justificar a medida, o veículo publicou um comunicado em que cita uma nova legislação russa que visa criminalizar jornalistas que reportam sobre a invasão na Ucrânia, proibindo qualquer referência a palavras como “guerra”.

“A nova legislação da Rússia busca criminalizar reportagens independentes e precisas sobre a guerra contra a Ucrânia. Para a segurança de nossa equipe editorial que trabalha na região, estamos removendo-os do país por enquanto”, afirmou a porta-voz do jornal, Danielle Rhoades.





Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.