Vladimir Putin, presidente russo, deixou claro que, a partir de agora, não aceitará que nenhum outro país interfira na ação do país na região separatista na Ucrânia.

De acordo com ele, quem tentar conter as ações russas terá “resposta” clara e objetiva.

Em declaração, ele citou eventuais “consequências” nunca antes experimentadas.

— Quem tentar interferir, ou ainda mais, criar ameaças para o nosso país e nosso povo, deve saber que a resposta da Rússia será imediata e levará a consequências como nunca antes experimentado na história — afirmou.

A fala ocorreu no início da madrugada desta quinta-feira (24), horário de Brasília.

Com isso, uma série operações militares no leste da Ucrânia passaram a fixar territórios de modo efetivo. Nas palavras de Putin, a ação era necessária para proteger os civis.

O governo ucraniano diz que a invasão não se resume às regiões separatistas de Donetsk e Luhansk, reconhecidas pela Rússia na segunda-feira (22).

“Toda responsabilidade será do regime da Ucrânia. Todas as decisões já foram tomadas. A verdade está do nosso lado. Os objetivos serão atingidos”, completou o líder russo.





Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.