Desde que foi solto, em novembro de 2019, o ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva (PT) voltou a ecoar uma série de discursos políticos pelo país.

Com falas extremamente inflamadas, o líder petista tem reforçado cada vez mais um tom considerado autoritário contra os setores de mídia.

Após a soltura, Lula já falou em “regular” os meios de comunicação ao menos 9 vezes — em todas elas sem dar detalhes de como isso seria feito.

O portal Poder360, por meio de um levantamento, expôs as vezes em que o ex-presidente defendeu a ideia de alguma forma. O teor das citações foram confirmadas pelo Conexão Política.

As declarações ocorreram de forma pública e, conforme o que vem sendo dito, deve envolver veículos tradicionais e, especialmente, a internet.

Entre o espectro político de esquerda, a pauta tem sido cada vez mais recorrente, sendo o Partido dos Trabalhadores o grupo mais incisivo na defesa do tema.

Sob fortes críticas daqueles que questionam eventuais medidas que visam limitar a liberdade de imprensa no Estado Democrático de Direito, Lula visivelmente tem adotado uma estratégia mais recuada, dando a entender que, apesar da ampla defesa à proposta, colocará o assunto nas mãos Congresso.

A poucos meses das eleições majoritárias de 2022, a cúpula petista segue determinada a avançar sobre a criação de um novo marco regulatório para os meios de comunicação.





Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.