Os partidos políticos têm uma dívida com os cofres públicos de aproximadamente R$ 84 milhões. Desse montante, o Partido dos Trabalhadores (PT) possui a maior dívida, no valor de R$ 23,6 milhões.

A quantia em aberto refere-se a pagamentos atrasados para a Previdência Social e do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) de funcionários, além de tributos não recolhidos e multas reconhecidas pela Justiça Eleitoral.

De acordo com o jornal Gazeta do Povo, logo atrás do PT vem o Democratas (DEM), com déficit de R$ 6,5 milhões, o Movimento Democrático Brasileiro (MDB), com R$ 6,3 milhões, e o Partido Democrático Trabalhista (PDT), com R$ 6,2 milhões de saldo negativo.

Para o ano de 2022 está previsto um repasse de R$ 4,9 bilhões às legendas partidárias a título de Fundo Eleitoral. As dívidas, apesar de serem milionárias, não impedem que as siglas continuem recebendo recursos públicos.





Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.